Otimização de uma grande estratégia de paralisação e práticas de investimento de capital.

Os primeiros estudos piloto de atividades de componentes (tarefas de manutenção, requisitos de sobressalentes, solução de problemas / análise de causa raiz) revelaram escopo para economias potenciais de vários milhões de dólares ou melhorias de desempenho.
Uma extensão da paralisação atual de 2 anos para 4 anos manteria melhorias de custo / risco líquidas no valor de $ 2,8 milhões / ano
O retorno médio para muitos dos investimentos de capital necessários identificados foi de apenas 3 meses.
O desgargalamento revelou um escopo considerável para economia de custo / risco / desempenho, no valor total de $ 7,5 milhões / ano
Objetivos do Contrato

A SASOL, na África do Sul, é responsável por cerca de 50% do mercado doméstico total de combustíveis e lubrificantes, principalmente por meio de suas tecnologias de conversão de carvão em gás em petróleo líderes mundiais. O site Secunda compreende a maior instalação de produção, cerca de 10 km x 4 km de planta de processo integrado, com mais de 23.000 vasos de pressão e uma matéria-prima obtida de 5 minas de carvão operando 24 horas por dia, 7 dias por semana. Grande pressão tem sido aplicada aos custos unitários de produção, qualidade do produto e flexibilidade operacional da planta, e investimentos significativos foram feitos em novas tecnologias e formas de trabalho. Uma abordagem de confiabilidade operacional mais integrada seria de longo alcance na educação, na estrutura organizacional e nos benefícios potenciais.

Descrição de Atividade

Os primeiros estudos piloto de atividades de componentes (tarefas de manutenção, requisitos de sobressalentes, solução de problemas / análise de causa raiz) revelaram escopo para economias potenciais de vários milhões de dólares ou melhorias de desempenho. Um grupo de confiabilidade foi estabelecido para coordenar e facilitar a adoção de tais métodos, e uma implantação mais sistemática (direcionada à criticidade) de estudos de RCM e RBI se seguiu. Ao mesmo tempo, uma série de estudos adicionais foram realizados usando as ferramentas de otimização de custo / risco Decision Support Tools ™ para explorar não apenas o que vale a pena fazer, mas a quantidade, intervalo ou tempo ideal para as tarefas. Eles mostraram benefícios espetaculares em casos que vão desde inspeções e manutenção de turbo compressores, confiabilidade e design de válvulas, peças sobressalentes de rotores de turbinas a gás, monitoramento de corrosão de dutos e testes de sistemas de proteção elétrica.

O estudo considerou as principais áreas de manutenção e risco, cada uma modelada usando Ferramentas de Apoio à Decisão DST ™ para permitir a exploração da incerteza dos dados. Essa modelagem identificou a manutenção ou intervalo de inspeção ideal e a penalidade de custo / risco por desviar do ideal. Nos casos em que um ciclo de parada de 4 anos foi considerado inatingível (muito caro e / ou arriscado), projetos alternativos, configurações ou estratégias operacionais também foram avaliados. Tal eliminação de gargalos revelou um escopo considerável para economia de custo / risco / desempenho, no valor de um total de $ 7,5m / ano e representando um retorno para os investimentos de capital necessários envolvidos em média apenas 3 meses .

As implicações de custo, desempenho e risco dos atuais ciclos de desligamento de 2 e 4 anos propostos foram quantificados e os principais fatores de decisão identificados. Este estudo revelou que uma extensão do desligamento atual de 2 anos para 4 anos manteria o custo líquido / melhorias de risco no valor $ 2,8 milhões / ano . Combinado com as melhorias disponíveis a partir das ações de ‘eliminação de gargalos’ identificadas em estudos de equipamentos individuais, isso representa um benefício total do estudo de $ 3,5 milhões / ano . Isso se baseia em estimativas conservadoras de custo total, disponibilidade e efeitos de risco, e inclui projeções do ‘pior caso’ para os riscos associados (portanto, os benefícios ‘mais prováveis’ são ainda maiores).

Resultados do Projeto de Contrato

Exemplos de resultados de estudos individuais incluem:

Mude as vigas guia da bobina do reator SAS para um novo design, aço carbono ou aço inoxidável para permitir a inspeção de 4 anos.

  • Impacto nos negócios: $ 67.000 / ano / reator para mudar para aço inoxidável, período de retorno: 1 ano em comparação com o atual, 2 anos em comparação com o novo design de aço carbono.

Instale uma segunda unidade piloto em cada Torre de Quench Quench e Válvula de Alívio Operada por Piloto de Tambor Separador, permitindo a manutenção on-line do piloto e 4 anos na válvula principal.

  • Impacto nos negócios: $ 2,3 milhões / ano para as válvulas 24 x ‘015’, o retorno dos custos de capital é de 2 meses (015 válvulas) e 4 meses (024 válvulas).

Além dos resultados do estudo individual, a equipe avaliou a política atual de realização de paradas planejadas em uma grande parada de 2 anos (15 dias), mais 2,5 eventos por mês com tempo médio de 4 horas de inatividade (não planejado). O estudo recomendou uma parada de 4 anos, com uma frequência ligeiramente maior de pequenas interrupções na segunda metade do ciclo. O impacto do negócio de $ 4-9 milhões por ano de aumento médio de produção (£ 5,6 milhões e $ 7 milhões de trens SAS, respectivamente)

A Woodhouse Partnership terá o prazer de mostrar a você como o Processo SALVO e Ferramentas de Apoio à Decisão ™ pode ser implementado para beneficiar sua empresa, Contate-Nos agora para uma consulta inicial gratuita. Estamos ansiosos para ouvir de você.

“Estávamos enfrentando a substituição aparentemente urgente de equipamentos obsoletos da ordem de dezenas de milhões de libras. Com o SALVO ™, fomos capazes de reduzir isso em 60% e renegociar acordos de suporte no futuro previsível.”

Christine Pretorius
Engenharia Industrial, Sasol Synfuels South Africa

Voltar para estudos de caso

Mais para explorar

Asset Management

Masterclass

with

John Woodhouse

Our Asset Management Academy is pleased to announce 2023 dates for our Masterclass – the benchmark for personal development and competency recognition for Asset Management Professionals 

Aleck Santamaría De La Cruz

Executive in Operational Excellence, Asset Management and Best Practices in Projects, Operations and Maintenance in the Energy and Industrial Sector.
Consultant, Instructor and International Lecturer on issues related to project management (risk management), operational reliability, strategic management of operations, maintenance, Asset Management in the energy sector (ISO 55001) and Applied Data Analytics.
PMP, CMRP, IAM and CAMA certifications, being recognized by the SMRP in 2019 as CMRP of the Year https://smrp.org/2019-CMRP-Winners.

George Galambos

George has over twenty-five years of experience as a consulting engineer providing design, planning, program and project management, and strategic asset management services for asset-intensive organizations in the Americas, Africa, and the Middle East. His primary focus has been in the public infrastructure sector; as a result, he has intimate knowledge of the assets, processes, and resources necessary to deliver and sustain safe, reliable services to the customers of public asset-owning organizations.

George has assisted organizations with the development of PAS 55, ISO 55000, and GFMAM AM Landscape aligned asset management systems (AMS), has performed gap analyses of their AMS against industry standards and best practices, and has guided them through the creation of strategic asset management plans (SAMPs), asset management plans (AMPs), AM policy and supporting documents. He has undertaken asset risk modelling to ascertain organizations’ capability to sustain their desired levels of service. George has performed asset health-informed lifecycle cost modelling and forecasting capital and operational expenditures over near and long-term planning horizons.

Gostou do nosso novo site? Adoraríamos saber o que você pensa. Insira seus comentários aqui para ter a chance de ganhar uma das 10 cópias do guia Developing & Maintaining a Strategic Asset Management Plan (SAMP).

COMENTÁRIOS

* Aplicam-se termos e condições

John Woodhouse

Com 30 anos de experiência em serviços públicos, petróleo e gás, transporte e outros setores, John é um dos especialistas mais conhecidos em projetos de gestão integrada de ativos para algumas das maiores empresas do mundo.

John é fundador e companheiro vitalício do IAM; ele escreveu 4 livros, presidiu o desenvolvimento do BSI PAS55 e representa o Reino Unido no comitê ISO55000.

Ele também liderou os projetos de colaboração internacional MACRO e SALVO na tomada de decisões de gestão de ativos otimizada.

Skip to content